quinta-feira, 10 de abril de 2008

A construção da imagem

É praticamente impossível falar de política, mais especificamente durante esta época de eleição, sem falar da imagem do político. Ou seja, a imagem que ele passa é a base de todo o processo.

Quando fala de imagem, não estou aqui querendo dizer apenas do visual, a forma como se veste. É claro que este é o item número um ao ser avaliado por outros, principalmente por seus eleitores.

Mas digo também da sua postura em relação às pessoas, como se comporta em um evento, por exemplo. O político que quer passar uma imagem de homem sério, trabalhador e representante do povo, não deve, por exemplo, ir a um evento e “tomar todas” como dizem, “ficar alto”. Sair falando dos outros, não respeitar as mulheres, e vice-versa. A mulher, política, também deve ter uma postura à altura de uma representante de classe.

A forma como se porta, mancha ou engrandece a sua imagem. Para isso, basta recordarmos a situação quando um único jornalista, internacional, divulgou que o presidente Luis Inácio Lula da Silva “abusava” da bebida, em alguns eventos. A repercussão foi imediata e causou um forte impacto em sua imagem.

Dentro da linguagem política, o termo imagem apresenta um conceito complexo, pois pertence, ao mesmo tempo, aos campos da publicidade, psicologia e política.

A imagem pode ser arranhada, prejudicada, comprometida. Pode precisar de correções e ajustes. Assim como pode estar em processo de criação, construção ou mudança, com base em todo um trabalho de marketing.

Mas, é importante salientar aqui que alguns políticos, com o tempo, já construíram e solidificaram a sua própria imagem. E já tem um retorno positivo de seu trabalho, muitas vezes de forma até inconsciente. É aquela situação em que as pessoas dizem e se identificam com o “jeitão” dele (político).

Mesmo assim, a cada campanha, a cada nova disputa, o político que pretende se destacar deve rever seus conceitos, juntamente com a sua equipe de trabalho. Deve reavaliar se está no caminho certo. Como está sua imagem de político, perante a sociedade, ao seu eleitor.

Administrar a imagem é um empreendimento complexo e difícil, mas é também um investimento. E a imagem será construída com ou sem a sua participação. É mais sábio que você participe deste processo.

Lembre-se: o sucesso político depende de como você está administrando a sua imagem.

Um comentário:

Renata disse...

Concordo com o posicionamento da Mari... Mas agora não estou com disposição para debater a idéia, só queria inaugurar a sessão de comentários!!!